06 outubro 2009

IV
(O que contais?)

Ele tremia. As palavras
lhe ofereciam uma perturbação.
Talvez uma viagem, do medo
à esperança. As exigências

ancoravam alguns de seus navios.
Imprescindíveis portos.
Prescreveram-lhe poesias.

Aborreciam-lhe as rimas e o mormaço.
Sabia do morno que corria pelas horas,
mas não das orquídeas amarelas
do jardim, ali. Seria a loucura de apenas

um novo olhar. Bach em alemão
significa riacho. Beethoven diz que Bach
deveria significar mar.

Onde deixar que pousem
os pássaros dos olhos?

4 comentários:

Juliano disse...

Do medo, a esperança.! Acho que a esperança vive no medo, A gente sente medo, mas tem esperança.

Abraços Dauri

Mai disse...

e sempre haverá um novo olhar, um surto, um tremor, uma loucura, um novo significado ou uma nova viagem.Ô perturbação no meu juízo!!! é tanta palavra...
Um beijo

Ava disse...

Tão gostoso ler voce...

Seas palavras vão bailando e eu numa sofreguidão louca para alcançá-las...

Vc sempre me inspira sentimentos loucos...rsrs


Um beijo carinhoso...

paula barros disse...

Comentando seu comentário.

Dauri, vc observou a bicicleta e falou, gostei.
Alguém que entede de fotografia, talvez tirasse ela, ou criticasse a foto.
Para um "viajante" do pensamento e da emoção, quem sabe até subiu na bicicleta e viajou nas lembranças.

Valeu! beijo