29 setembro 2009

...,

se no céu brilham os astros
por bilhões vezes bilhões de anos,
outra luz
no tempo de um olhar
define a infinitude do amor.
Se é a noite que avança,
também é o dia
que vem.

2 comentários:

paula barros disse...

...e vendo com o olhar do amor
toleramos o intolerável
compreendemos o incompreensível
aceitamos o insuportável....

bem, assim dizem
eu, ainda não sei
bem, não sei porque lembrei disso.

beijo

Juliano disse...

Amor é sempre amor.!

Abraços Dauri!