15 abril 2009

I

Quando surge um sentimento
posso escorregar de leve no tempo.
Demora
tanto, ou passa logo.
O que digo é um
vão
de escada.

Quando olho a árvore
que balança no silêncio, fico
parado.
Presto atenção no barulho
que me embala.
As palavras
não são só para dizer.

Os dias nublados não são tristes. Há
um agrado neles em certas
horas,
um descanso. De falar
estas coisas
não necessito.
Mas é um desarranjo.

5 comentários:

Eurico disse...

Vou falar um palavrão: lirismo enquanto apreensão fenomenológica da realidade.
Uma radical invasão da trivialidade é esse "isso".
*
Não há mesmo nenhuma necessidade de falar.
Mas há a urgência de traduzir.
*
A primeira abordagem do real é o lirismo. Eis aí um eu-lírico!
*
Se arranjo ou (des)arranjo de palavras?
"As palavras não são só pra dizer."
Podem também (des)dizer.
*
Tenho dito.rs

paula barros disse...

Eu só queria entender porque quando leio o que você escreve dá um desarranjo em mim. Mas desde essa minha história com Brasília, percebi que tem coisas que nunca vou entender.

Se me fazem desarranjar e escrever, estou me dando por satisfeita. E se me fazem caminhar por mim e pelo mundo mais ainda.

Aqui (Brasília) está chovendo muito.

"As palavras não são só para dizer" - Me parece que servem também para inquietar, desarranjar, desarrumar, aprumar, investigar...

abraço

Jéssica disse...

Palavras são muito mais do que feitas só para dizê-las. Elas carregam um peso descomunal, impossível de calcular... E isso alivia tanto!

Gostei :) ;*

Avassaladora disse...

"Quando surge um sentimento, posso escorregar leve no tempo..."
Dauri, vc tem um caso de amor com as palavras...rs
Como doces amantes, vcs ( as palavras e vc) num ato de amor insano, fazem os mais lindos poemas!

Não ria de mim... É que fico tão emocionada que fico aqui a escrever abobrinhas...rs
Mas quando escrevo, é o que sai de dentro do peito!

Um beijo avassalador!

Avassaladora disse...

Dauri, adorei seu comentário... As vezes me sinto totalmente perdida nesse mundo virtual...
Por ser uma pessoa totalmente movida pela emoção, a frieza disso aqui me incomoda...
A falta da voz, do toque, do olho no olho, do cheiro, a falta do real é muito estranha!
Coisa de iniciante...rs

Tenha um lindo dia!

Beijos!