22 janeiro 2009

Palavras devem ser nuvens luminosas de poeira
que se condensam em pequenos grãos
na longa jornada que o universo faz
para dizer umas poucas coisas a alguém.
Por outra mão percorre o sangue o caminho
de que as palavras sejam vômitos,
vômitos de vontades, que se engoliu;
ou de vontades, pão do qual se comeu.
Há uma boa possibilidade, diga-se,
de que estas coisas que saem da boca
sejam vômitos de luz. Depende.

8 comentários:

Opuntia disse...

As palavras podem ser tantas coisas, depende de quem as profere e de como são proferidas.

fred disse...

Passando pra te ler, Dauri.
Abraços

FRANCYELLE FERNANDES disse...

Palavras não importa quais forem devem ser ditas com verdade.
Boa tarde

Mai disse...

Palavras são palavras. São coisas.
O livro que li há dez anos está em minha estante, com a mesma dedicatória e o livro é o mesmo.
Há memória em cada página. São registros que grafei à mão para iluminar o meu entendimento.
Palavras jogarão luz a outras coisas.
Isto eu percebo na elaboração, diária, da minha sanidade.
As palavras dão luz à minha integridade. E esta é grafada e registrada em palavras.
Palavras dão luz ao meu silêncio.
Palavras jogam luz à minhas tristezas.
Palavras jogam luz aos vazios.


Sim, Dauri e hoje conseguiste me emocionar.

'umas coisas jogarão luz nas outras'

Beijos.
Não me queiras mal, aprendo contigo que palavra é palavra.
E se nao falo não há como o outro saber.
Palavras são palavras e se eu escrevo não há como o outro saber mas se faz luz em meu entendimento.

paula barros disse...

"palavras sejam vômitos,
vômitos de vontades, que se engoliu; ou de vontades"

Fiquei pensando: tantas e tantas vezes já me vomitei ao escrever. Quantas vontades engoli e me engoliram. Quantos não, quantos choros engolidos, sonhos não realizados...

Mas o melhor a cada regurgitar é me descobrir...e descobrir que também vomito realizações, dores vencidas...

E posso vomitar sonhos...

bom final de quinta! É bom pensar aqui.

JOICE WORM disse...

Não sei o que bebeste esta noite, mas eu também quero...

Di disse...

Podiam ser hálito bom e quente...

Oliver Pickwick disse...

Acredito nisso, Dauri. E em muitas outras possibilidades.
Depois de uma pausa, estou de volta ao mundo de Matrix.
Um abraço e feliz 2009!