28 dezembro 2008

A saudade no olhar derramarei
sem controle; é inevitável. Na pronúncia
da primeira palavra entregarei as intenções
de um homem em rendição. Ao seu chamamento
direi sim com as mesmas letras da palavra amor.
Feliz, acelero, perco a paisagem,
penso a chegada. Não tenho dúvidas,
sem sinceridade a distância seria maior. Ainda é longe.
Abrir-se-á a porta em sorrisos?

O ar e a amplidão das terras me rejuvenescem.
Ouço “When a man loves a woman”.

11 comentários:

Jacinta Dantas disse...

Bom dia Dauri,
a cena que compõe a expectativa da chegada - "Abrir-se-á a porta em sorrisos?" - é linda.
Beijos

Márcio Ahimsa disse...

...a porta, parece, permanece sempre aberta, um farfalhar de folhas caindo leste, gorjeios, demora. É isso, o tempo, correndo lento n`alguma direção: após as montanhas, talvez o amor da recompensa, talvez o dissabor da espera.

Abraços.

Rosemeri Sirnes disse...

Se você soubesse diria que escreveu pra mim(rsrs). Realmente "feliz, acelero, perco a paisagem, penso a chegada". Ai, Dauri, bom tê-lo conhecido, muito bom mesmo, a tua poesia me puxa pelas mãos, nesses dias de desânimo quase persistente. Agradecimentos eternos pelas visitas, pelo carinho, por chamar-me a fazer parte desta turma que lê tuas palavras e se encanta.

Beijo grande e um ano de muita poesia, teoria e prática.

Mai disse...

Oi, querido amigo!

Vou tentar "pegar carona" e botar o "pé na estrada" Like my idol...
Ok, You are so beatiful to me, can't you see?
Não quero imaginar por quais estradas, quais paisagens irás nos conduzir ou, quais as músicas ouviremos.
Eu, certamente verei e ouvirei, mil coisas e emoções diferentes...
Inclusive, algo que me assusta, confesso, revisitar alguns arquivosque, um dia, um ícone de uma geração "selvagem" perdeu, e que fez, uma "viagem" meio assim...
Claro que vou contigo!


Carinho, Dauri, sempre.

Jéssica disse...

O versinho da música encaixou exatamente com o poema, lindo, lindo, amei *-*

mundo azul disse...

___________________________________

Dauri, que bonito o seu poema!

Parecem mesmo, saidas do coração...


Beijos de luz e um

FELIZ ANO NOVO!!!
__________________________________

Dois Rios disse...

Oi Dauri,

O amor é isso. Uma rendição, uma espera uma chegada e algumas vezes uma partida. O amor jamais diz não a um chamamento. O que é quer dessa vida é esparramar-se no outro.

Um beijo e um Feliz Ano Novo!

Inês

uma personagem disse...

Ao chamamento dele eu sempre digo sim.

uma personagem disse...

blog é coisa pra românticos.

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Sim... sim... sim...
Escrevi uma carta, porque vc me lembrou de quando escrevia cartas.
beijo

F. Júnior disse...

a gente sempre entrega nossas intenções na voz que falha, que embarga... por mais disfarces que se possa tentar.