17 outubro 2008

Absolvei as pessoas

Comiam o dia.
Não sei quem, nem que dia.
Quem estiver no terraço
será outro, diferente.
O cadáver da flor
deixará cair a semente.
O juiz dará à noite
a posse do tempo.
Foi ela que comeu o dia.
Absolvei as pessoas,
senhor juiz,
gente passa com o tempo.
Gente não come dia,
gente vive de alegria,
e quando não tem,
aguenta.

Vejo o céu. Escuro.
A noite não tem luar.
Você se pega doido no terraço?
Eu também. Me desfaço no sol
do dia seguinte.

Não sei onde planto a semente.
É um amorzinho.

10 comentários:

*andorinharos@ disse...

Chegar ao terraço é fácil. dificil é se manter nele... Quanto a semente, a vida se encarregará de planta´-la enquanto o vento espalha seu perfume... Ah, o amor, ainda que seja tão pequeno, é suficientemente capaz de absolve-lo.
Prazer grande!Parabéns!!

Maria Helena disse...

"Me desfaço no sol do dia seguinte"_Isso é que é esperança!È muito bom sentir-se assim.
Mais uma vez parabéns.
Abraços
Maria Helena

tossan disse...

O cadáver da flor...Cortante também., muito real isso sim. Belo jogo de palavras que forma uma poesia moderna e bela. Eu te ofereço o meu selo está no meu blog."Pier". Abraço

lyani disse...

Eu acho triste a imagem de se desfazer no sol do dia seguinte.
=(
Bjosss e bom findi!
Ly

Artista Maldito disse...

A tristeza nunca é o temor maior do poeta


Mas um amor, pequeno, ou grande, tem sempre lugar e direito ao sol.
É a melhor semente que o poeta deixa aos outros...
Mesmo quando se o sol queima,
deixando a terra crestada,
mas aberta à chuva que a abençoa.

Um grande abraço
Isabel

Corações & Segredos disse...

Licença!
VIM ESPIAR E GOSTEI MUITO DO QUE LI< VOLTAREI SEMPRE SE ME PERMITIR>
BOM FINAL DE SEMANA!
CARINHO DE RO!

Iana disse...

Olha... olha... eu aqui :)
Pois é vim retribuir a visita em meu jardim.. espero que tenha trazido flores contigo e que também tenha se divertido ouvindo as canções que tenho por lá... já faz parte daquele jardim rapaz... ora viva adorei a sua visita

Volta mais vezes e comente que eu gosto sim e muitoooo.... eu também por voltarei mais e mais vezes....

Adorei seu espaço e a suas escritas fascinante... me aguarde viu?!? :) jokinhas fofas e doces
abraços e muitas flores pra vC

Bom sabadão e domingão em Grandeeee....

Apenas uma simples rosa amiga
Iana!!!

eder ribeiro disse...

não importa onde se planta, o importante é fazer a semeadura, e aqui nesta folha vejo o cadáver da flor morrer para renascer distante, pois a morte não é o fim em si. Cara cada post seu é de causar, em mim, admiração. Parabéns. Abçs.

Tatiana Moreira disse...

Olá Dauri...
Gostei muito do que li e absorvi...
Plante sempre belas sementes...assim como esta que plantaste em mim...carinho e admiração!
Abraço carinhoso

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Oi Amigo
Aos poucos... voltando...
Gente sempre disposta a condenar!
"Absolvei as pessoas"
Amei!
Beijo