27 março 2008

Sim, volte outro dia

Diferente tudo volta,
a saudade volta como amor,
o amor volta como saudade
de um único dia que passou.
Algo explodiu,
formou uma estrela,
captou poeira,
formou planetas que giram,
roda que não pára
até outra explosão,
poeira, novas estrelas,
outros planetas, outros dias.
Sim, volte outro dia,
passa por aqui,
vamos tomar um café.
Outro dia volta
... você também.

Esse terno retorno
é maravilhoso.

5 comentários:

Elcio Tuiribepi disse...

Fala amigo, deixei lá...pequenina no tamanho, mas bastante explicativa...Quanto a sua...é a roda da vida, uns vão, outros voltam...e vem na memória a música...Encontros e despedidas



Mande notícias do mundo de lá

Diz quem fica

Me dê um abraço venha me apertar

Tô chegando

Coisa que gosto é poder partir sem ter planos

Melhor ainda é poder voltar quando quero

Um grande abraço e obrigado pela força e pelo incentivo...parabéns sempre...

Luiza disse...

A vida passa, o mundo gira..
da uma saudade de certas pessoas que queria tanto reencontrar...de fato na saudade tem amor!
Vontade de dar um grande abraço, de tomar um café, prozear, rir, sentir feliz...mesmo sabendo que ela se vai...
Na impossibilidade, o impossível se realiza na saudade com amor...lembrança é reencontro.
Quem sabe ele volta um dia!

Bjos

Poetisa da Alma disse...

Que lindo!
Falar de saudade e amores...faz enorme bem ao coração, a alma!
Agradeço sua visita, suas palavras.
Volte sempre!

Célia de Lima disse...

Dauri, seus poemas têm uma beleza...! Na roda do tempo, na volta dos dias... a ternura sempre marca demais. Beijos e muitos parabéns por essa maravilha! :-)

Héber Sales disse...

Obrigado pela visita, Dauri.
Interessante esse teu poema. O tema dele me encanta e faz pensar.
Um abraço.