15 janeiro 2009

Da casa nas montanhas
o vento algumas vezes não vem.
Os fragmentos de Deus caem mesmo assim,
criando ondulações no tempo.
Quando me vejo hoje já sou ontem,
mas ainda sou.
É o amor que vai adiante,
agarro-me quanto posso em suas cordas.
Depois tudo volta a ser frio e imensidão.

A beleza do mundo me acorda.
Talvez isto seja a prova
de que há um caminho no tempo.

Da casa nas montanhas
quando não sopra ventos,
Deus vai para o paraíso passear.
A casa fica vazia, quando me vejo
estou cheio de fragmentos finíssimos por dentro
que caíram sem que eu percebesse.
Quero muito ir à casa. É o amor que me ordena
a ir, mesmo que só por um segundo.
Depois tudo volta a ser luta e cansaço.

12 comentários:

Mai disse...

Oi, Dauri.

A Beleza do mundo também me acorda.
E o tempo era aquele porque já fugiu.
Te agradeço as palavras.

Beijos.

o que me vier à real gana disse...

Boa noite!

Este é mais um blog k vale a pena. Parabéns!

Luciana Horta disse...

Esta "sua" casa, por mais que esteja nas montanhas, tem o calor das praias!

Elcio Tuiribepi disse...

Ah...o tempo...esse não para...que seja por um segundo...vale a pena
O que acha desta frase Dauri, fiquei a pensar nela e gostaria de sua opinião...
"Conheço muitos que não puderam quando deviam porque não quiseram quando podiam"
François Rabelais
Assim que li achei complexa, logo depois simplicidade, mas confunde os neurônios da gente...rs
Um abraço na alma...

F. Júnior disse...

gostou do "ainda sou"... as vezes nos esquecemos disto, mesmo que tudo passe... mesmo que tudo se vá... "ainda sou"... bela imagem Dauri, bela imagem... imaginei Deus-imensidão caminhando pelos ventos-nuvens-rastros indo passear no paraíso, a espera do homem que resolveu deixar o paraíso... e ir pela poeira...

Anônimo disse...

não puderam ou não quizeram, talvez deviam estar com medo de balas perdidas,não?

bj poeta

lyani disse...

"Da casa nas montanhas
o vento algumas vezes não vem.
Os fragmentos de Deus caem mesmo assim,
criando ondulações no tempo"

Eu fico boquiaberta.

Alex disse...

É tudo assim mesmo, exatamente assim, da casa na montanha. E eu ando precisando de uma na praia, mas que esteja nublado, frio, e que o vento traga bons fragmentos de deus marítimos... ;)

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO DAURI ADOREI O TEU BELÍSSIMO POEMA AMIGO... DESEJO-TE,
UM BOM FIM DE SEMANA... UM ABRAÇO DE CARINHO,
FERNANDINHA

Eurico disse...

Também subitamente pasmo, como a Lyani...com tão genuína poesia...

Saara Senna disse...

"A beleza do mundo me acorda.
Talvez isto seja a prova
de que há um caminho no tempo."

Adorei esse trechinho!

BJos :)

tossan disse...

Sempre descobriremos uma brecha!
Essa palavra é a convidada da postagem Vem...Bom fim de semana. Abraço