07 outubro 2008

Porto qual será?

Hora marcada as flores, estrelas e pessoas têm a sua,
pra vir à luz e pra partir com ela. Porto qual será?
Atual é a hora e as vontades dançantes das marés,
mudanças, fluidez, tentativas, acaso, milagres, vida.

O porto define, comanda, seduz e conduz a cidade,
distribui o amor para alguns, a fortuna para outros,
uma certa saudade, maresia e poesia para todos,
além de fazer pensar, pensar... Como viver?

Na demora chega a chuva e o ônibus. Ele embarca, senta
e se apoia no vidro da janela.Vai pra casa. O que leva?
Olha para o porto – não há coisa mais linda –
para as águas, os guindastes, os contêineres,

muitos sentimentos, algumas luzes, os navios atracados,
um se indo, o apito – como dói – divulgando segredos e amores
de estivadores, catraieiros, prostitutas, imigrantes e marujos
dos mais de quatrocentos anos do cais. Que vida viveram?

Ele não sabe se ainda é tarde ou se já é noite, é triste.
– se uma luz tivesse que acender, teria dúvidas.
Sopra o vento sul, lágrimas bonitas escorrem nos vidros,
a chuva engrossa, embaça a vista, a vida segue. Para onde?

7 comentários:

Luiza disse...

Alguns conseguem ver a luz e com ela seguir, outras ofuscadas pela tristeza se deixam levar pela vida...Para onde?
Ela segue...assim como a rotina das marés...
A beleza do porto está lá...
cada olhar uma sensação!

Epa..tô quase partindo num desses... rsrs

Muitas saudades
Abração

Plinio Uhl disse...

não é só o porto. sua poesia também é rica em sentimentos. cada verso é uma embarcação. e é difícil prever para onde levam.

abs!

Vivian disse...

...o grande segredo é saber distinguir em que porto atracar
nossa embarcação de emoções.

bjs, lindo!

Jacinta Dantas disse...

"Olha para o porto – não há coisa mais linda" como aportar aqui, nessa manhã, e constatar que você tem razão.
É...
Você tem razão. É preciso encontrar poesia no viver a Vida que segue.
Beijos

mundo azul disse...

...quem saberá? Ninguém com certeza...

Viver bem cada minuto, para bem decidirmos o nosso futuro!


Beijos de luz e o meu carinho...

Jo disse...

para onde...

há quem leve no olhar muitos destinos, consigo transporta ensejos e enseadas.


Dauri, beijoca!

Um israel ai disse...

Todos os dias levamos nossas divagações cotidianas, ansiedades, desejos, angústias, perdidas em alto mar. Uns acham seus portos na poesia, ou na música. Outros teimam em desembarcar em outras pessoas, pobres marujos, desembarcam em outros e outros grandes mares, todos desconhecidos, "a vida segue. Para onde?"