12 outubro 2008

Combinei com o porto

Combinei com o porto, numa noite qualquer,
quando a previsão do tempo anunciar
sol e céu aberto para a manhã seguinte,
afundar todos os navios. Todos. Os do centro,
os do tubarão e os da barra. Barcos e botes também.
Não os afundaremos por maldade, mas,
por brincadeira, para que no dia seguinte
encarando o sol pela frente, no alvor, lindo,
a cidade possa ver os navios emergindo,
trazendo do fundo do olhos outros mundos;
e será bom contemplar os mistérios que estão abaixo,
os que estão acima do horizonte e outros ainda
que viajam nos espaços entre um olhar e outro,
além daqueles que se disfarçam na flor
que murcha sobre a mesa. Quem sabe assim,
estas paisagens nos embarquem em descobertas
de que as coisas são coisas, rugas na superfície
do mar-luz-esmeralda-liquor medular,
o doce nada, beleza que nos inunda
e nos desenha como lavas solidificadas de um fogo
que escorreu das explosões de um único e grande amor.

(Ao mesmo tempo é tão bom existir rente às coisas,
coisa com coisa, mesmo que só por um tempinho,
elas são tão bonitas; e poder tocar,
cheirar, comer, ouvir e ver, ver, ver.
Vamos ver os navios no porto, vamos?)

8 comentários:

*andorinharos@ disse...

Quem me trouxe? O acaso, suponho. Um doce acaso o chamo agora, após ler-te aqui. Nossa, enquanto pensavas em afundar todas as embarcações eu, emergia inflada por uma brisa suave e bela... Era o teu canto é lindissimo que soprava... Parabéns!
Aliás, agradeço ao acaso, pelo prazer de encontrar aqui, entre barcos naufragandos um raríssimo tesouro.

lyani disse...

Lindo!!!!
Lindas também as fotos ao lado!
Bjos e boa semana =D
Ly

Jo disse...

Ei Dauri,

adorei as fotos, nossa ilha é linda!

E q prazer...É muito mais q pronúncias a série Poemas do Porto.



beijocas

Camilla Tebet disse...

"trazendo do fundo do olhos outros mundos".
Bela idéia a sua. Grande idéia. Afundar tudo para ver o que volta à superfície depois. Um texto e tanto. Coisa de quem procura.. assim como dois pássaros...

Gui Sillva disse...

combinar de dar um mergulho no mar!!!!

Alex Sens disse...

Dauri, primeiro agradeço a visita - e ao retorno! bom te ver no meu espaço. Preciso vir mais aqui, e virei. Sempre gostei dos teus versos, da tua forma de contar em forma de poemas. Pois então. Não pude deixar de pensar em porto como vinho, e a bebida ficou inteira na minha cabeça, daquele jeito, forte, doce, diferente. Delícia de se ler, sempre. E saiba que é sempre bem-vindo ao meu relatório ;)

Grande abraço.

LuzdeLua disse...

é tão bom existir rente às coisas,
coisa com coisa, mesmo que só por um tempinho...

Belissimo
Passo deixando aqui meu abraço amigo. Bom estar por aqui
Bjs

GUILHERME PIÃO disse...

Bonito texto e as fotos são lindas.
Como resido no litoral me identifiquei.
Abraços