23 setembro 2008

O doido, o acidente, as luzes, o olhar...

Ele diz, em dias perdidos os inversos do coração
descem como azeite sobre queimaduras de sustos.
Um inverso oferece a visão mística
do que edifica uma pequena esperança
e desfaz por instantes a aspereza das coisas.
As coisas sempre são ásperas, turvas...
Ele também se referia ao acidente dos dois rapazes:
trabalharam o dia inteiro na padaria
e quando se iam para seu bairro pobre,
um carro em alta velocidade lhes esbarrou na moto.
A moto se desgovernou e os dois...
Os dois voltaram a ser pó do planeta terra,
este multiverso no universo, beleza e dor.
Sabiam que ele era esquisito, mas ouviam
o que ele dizia. Buscavam um sentido.
Mas os inversos, continuou, por mais que ajudem,
não assombram os medos bandos, todos
pássaros ávidos soltos de qualquer espanto,
a devorar a plantação cultivada com suor. Da poesia
só se pode tirar uma força para se manter vigilante
enquanto se aguarda o sol de um certo dia de setembro,
mais uma de suas loucuras, que fará brilhar
uma luz de ternura para todos. Escutam-no
entre risos de disfarçado deboche e respeito.
E quando ele fala umas luzes se acendem,
outras se apagam. No lusco-fusco,
Me vejo.

8 comentários:

Dauri Batisti disse...

Estou para encerrar este exercício, jogo, brincadeira que já se alonga por uma meia dúzia de poemetos. Minha inquietude pede outras brincadeiras. Obrigado aos que pela leitura e comentários brincaram comigo de "setembro e me vejo".

Tiago Soarez disse...

Caro Dauri,

Quero que você se veja no meu blog!

Dediquei um post para o essapalavra e está lá, te esperando!

Espero q goste!

Abração!

JOICE WORM disse...

Às vezes consiguimos ver a vida em frações de segundos...
Nada é por acaso... (anhan...)

KÁTIA CORRÊA DE CARLI disse...

Poxa Dauri,
Eu peguei carona contigo, e embora muitas vezes em silêncio, pois me faltavam palavras (ironia!) eu me via também...
Quando queria me ver de verdade, vinha aqui...
De vez quando, não deixe de apresentar-me a mim mesma, tá?
beijos

o Cronista disse...

no luscofusco eu me perco

o que me vier à real gana disse...

Um bom blog, sem dúvida. Parabéns!

Vivian disse...

...contigo estou aprendendo a me ver...e sabe que estou gostando da imagem? rsss


bjss, Dauri!

alua.estrelas disse...

Inversos, verdades, destino, encontros, o espelho a nos refletir... Um texto que fala da vida exatamente como ela, com seus rabiscos e entrelinhas.
Adorei a forma como conduziu as palavras... E respondendo à sua pergunta: sim, eles ficaram amigos e muito!!!

Beijos!