04 janeiro 2008

Escolha a alternativa correta

Debato-me procurando
a alternativa correta.
Sei que busco um entendimento besta
mas, fazer o quê, sofro
dessa mania de entender.
De um ponto qualquer,
de um lugar sem nome
eu enxergava o mundo
de um modo estranho,
as coisas de baixo lá no alto
e as do alto bem no chão.
1. Subir significa descer,
descer significa subir;
2. Esteve o mundo definitivamente
de cabeça para baixo;
3. Foi envesgado o olho
por um vento maligno;
4. foi a consciência atingida
por uma luz divina;
5. O olho, ele mesmo, naquele momento,
foi feliz.

4 comentários:

F. S. Júnior disse...

de vez em quando a gente reluta e muito para escolher o certo...rs

meu email é: fjunior@gmail.com
e fique a vontade para as correções... tenho algumas manias teimosas que me perseguem (risos) e um certo desleixo com revisões... mas de todo modo o legal dos comentários é justamente ouvir os bons conselhos...

abraços.

Jacinta disse...

Caramba,
vejo-me no poema inteiro. Mas, fazer o quê - sofro dessa mania de "querer" entender. E pra mim, não há uma alternativa correta, então, continuo buscando, querendo entender.

Beijo

Jacinta Dantas

Dauri Batisti disse...

Junior e Jacinta,

as vezes penso que a alternativa certa é a 5. Em certos momentos o olho, ele mesmo, escolhe o que olhar... Fica parado, FELIZ, olhando sem olhar... Vocês me entendem?

Dauri

Mai disse...

Oh! Meu Deus, que coisa linda!
Eu me envesgo e me entorto e destrambelho.
Porque nada, me contém, e, sendo plástica, meio-amorfa, eu me desmancho diante dos teus versos.

Temo ter ficado "babaca-ridícula"... Mas sou mesmo uma tiete dos teus versos.
Sabe, não posta isto também.
Mas quem me conhece, vai dizer que estou maluca, ou tonta...

Eu te amo, de novo.
Porque são lindas as palavras nesta arquitetura original que compões tua linguagem.

Fico aqui, com lencinhos, outra vez.