26 novembro 2007

Pode ser que

Pode ser que se eu seguir por aí
pela avenida beira mar na direção do porto
eu me contente de um contentamento que se estenda
com um olhar solto
... e demorado
sobre um navio – é bonito – indo embora.
Pode ser que se eu juntar
o que vejo com o seu cheiro,
o cais e a maré,
o destino e o navio,
eu desaprenda quem sou
e me dê nova luz
em parto de prazer e calma
exatamente às três horas da tarde
para gostar mais e mais
dos passos que dou
do lugar onde estou
desse mesmo que sou

... e sentir paz.

6 comentários:

Wellington Felix disse...

Dauri Batisti

Querido poeta, seus toques como sempre são relevantes como podes ver..., muito obrigado por 'eles' e mais ainda pela honra de sua visita em minha humilde casa.
E não penses que eu esqueci o convite de aportar por aqui, como ves estou sempre a caminho do mar...

Lyani disse...

Eu fico boquiaberta com o que leio aqui. Sempre!

Dizer, lindo! Seria repetir mil vezes oque já disse!

Bjos

Jacinta disse...

"Gostar mais e mais dos passos que dou..." principalmente quando caminho, meio que fora de mim, nos caminhos da reconciliação e do (re)encontro com o meu eu. Uma batalha diária: às vezes ganho, noutras... nem tanto.
Dauri,
Realmente nem há o que se comentar. É só deixar que a palavra entre e se acomode num cantinho do coração.

Jacinta Dantas

Ana Paula disse...

Existe um vício bom?
Creio que sim.
Metódica como sou, em tempos de férias gosto de me desligar. Nada de computador, telefones, televisão...
Quero me sentir livre para passear, dormir, caminhar no calçadão à beira mar,no tempo e pelo tempo que eu quiser, sem olhar para o relógio.
Mas não resisti e entrei. Li todos os seus esses, inclusive os comentários - que também gosto - pois adornam o que por si já é muito bonito.
Viciei nesse lugar. Agora, vou dar meus passos nos meus dias de férias.

Ana Paula

Friendlyone disse...

Isto me fez sentir saudades de Vitória, belezas que não se encontram por onde estou. Essa brisa do mar, os navios...visão boa da vida.

Dauri Batisti disse...

Friendlyone,

Acertando umas coisas no meu blog encontrei esse seu comentário e fui visitar seu blog. Nossa! Que beleza o que você escreve. Há uma leveza em suas palavras que pesam e afundam no coração da gente. Obrigado pela visita.

Dauri